ASSISTA AQUI | WATCH HERE

Entre camadas de sentidos, o rever para ver

Between layers of senses, the re-waching to watch it

43 min

Run Version Vertical

de Stuart Pound. União Europeia, 2019, 00:05:00

de Jeroen Van der Stock. Japão, 2020, 6’06’’

culture leap (non-linear)

de Roger Horn. África do Sul, 2020, 2’35’’

de Michael Fleming. Reino Unido, 2020, 11’

de Moira Lacowicz. Argentina, 2020, 4’27’’

عودة أوزيريس | The Return of Osiris

de Essa Grayeb. Palestina, 2019, 13’44’’

CURADORIA | CURATORSHIP

Cristiana Miranda
Lucas Murari
Luiz Garcia

A prática do reemprego de imagens, sempre presente na história do cinema, apresentou uma fecunda produção nas últimas três décadas, principalmente quando localizada no campo do cinema experimental. São inúmeras as estratégias pesquisadas e elaboradas no reuso de materiais previamente filmados. Prática que trabalha, essencialmente, as possibilidades mecânicas da montagem, mas também explora as ressignificações dos registros, a materialidade do suporte, as reflexões e reconfigurações de experiências fílmicas, sejam derivadas da tradição cinematográfica ou, em outro extremo, das questões trazidas pelas novas tecnologias digitais. Alquimias originadas na manipulação e reorientação de objetos fílmicos, produzindo novas formas de rever, ou mesmo ver essas imagens. Um difuso panorama desse filão pode ser experimentado neste programa – do trato orgânico, formal, ao político. Mas aviso ao espectador: isso também será notado em outros programas. Fica como indicação que o reacesso e a atualização de imagens prévias efetivou-se não somente como prática, mas também como cinematografia específica.

The practice of reusing images, always present in the history of cinema, presented a fruitful production in the last three decades, mostly when located in the field of experimental cinema. Countless are the strategies researched and elaborated in the reutilization of previously shot materials. A practice that works, essentially, the mechanical possibilities of the montage, but also explores the resignification of the registers, the materiality of the support, the reflections and reconfigurations of film experience, be it derived from cinematic tradition or, in other extreme, from the issues brought by new digital technologies. Alchemy originated from the manipulation and the reorientation of the fim objects, producing new manners of re-watching or even watching those images. A fuzzy overview of this niche can be experienced in this program, from the organic, formal to the political deal. But, attention viewers, this will also be perceived in other programs. It stands as an indication that the re-access and the update of the previous images have been effected not only as practice, but as specific cinematography.

Luiz Garcia

EXECUTAR VERSÃO VERTICAL
RUN VERSION VERTICAL
de Stuart Pound. Reino Unido, 2019, 5’

Sinopse | Synopsis
O clipe original foi retirado de um filme cult de ficção científica em que o mundo está literalmente de ponta-cabeça. A trilha de áudio é cortada junto com a imagem em movimento e sobreposta 5 vezes, reverberando trilhas de fala e efeitos.
The source clip is taken from a cult science fiction film where the world is literally turned on its head. The audio track is cut along with the moving image and superimposed 5 times reverberating speech and effects tracks.

Equipe | Crew
Direção | Direction: Stuart Pound

Contato | Contact
stuartpound@stuartpound.plus.com

STONE
de Jeroen Van der Stock. Japão / Países Baixos, 2020, 6’06’’

Sinopse | Synopsis
Stone é um curta-metragem inteiramente baseado em 15 stills quimicamente tratados do remake do filme « Diabolique », com Sharon Stone. É um remake abstrato do remake do thriller original « Les Diaboliques ».
Stone is a short film entirely based on 15 chemically treated film stills from the remake film Diabolique, featuring Sharon Stone. It is an abstract remake of the remake of the original thriller « Les Diaboliques ».

Equipe | Crew
Direção, Fotografia, Montagem, Produção, Animação | Direction, Cinematography, Film Editing, Production, Animation: Jeroen Van der Stock
Desenho de Som, Trilha Sonora Original | Sound Design, Original Soundtrack: Reinier van Houdt

Contato | Contact
pjeroenbxl@yahoo.com

SALTO DE CULTURA (NÃO LINEAR)
CULTURE LEAP (NON-LINEAR)
de Roger Horn. Alemanha / África do Sul, 2020, 2’35’’

Sinopse | Synopsis
A primazia da cultura. Cultura sobre raça. “salto de cultura (não linear)” é composto por filmes caseiros encontrados na África do Sul e um filme 16mm descartado pelo departamento de antropologia da Universidade da Cidade do Cabo, resgatado pelo cineasta Roger Horn enquanto concluía seu Doutorado (PhD) em Antropologia.
The primacy of culture. Culture over race. “culture leap (non-linear)” is composed of found home movies from South Africa and discarded 16mm film from the anthropology department at the University of Cape Town, salvaged by filmmaker Roger Horn while completing his PhD in Anthropology.

Equipe | Crew
Direção, Som, Montagem | Direction, Sound, Film Editing: Roger Horn
Fotografia | Cinematography: Found Footage
Trilha Sonora Original | Original Soundtrack: Miquel Parera – Five Structures and a Cold Void Structure 4

Contato | Contact
rogerhorn77@gmail.com

TIK – TAK
de Michael Fleming. Países Baixos, 2020, 11’16

Sinopse | Synopsis
O que significa ser um animal autoconsciente? Significa saber que somos alimento para vermes. Emergimos do nada, temos um nome, um desejo interior doloroso de vida e auto-expressão e com tudo isso ainda estamos por morrer. O homem está fora da natureza e irremediavelmente nela: ele tem consciência de sua própria singularidade esplêndida em que ele se destaca da natureza com uma majestade imponente, e ainda assim ele volta para o solo alguns metros a fim de apodrecer cega e silenciosamente e desaparecer para sempre. É um dilema aterrorizante para se estar e com o qual ter que conviver. …. Tik-Tak.
What does it mean to be a self-conscious animal? It means to know that one is food for worms. We emerge from nothing, we have a name, an excruciating inner yearning for life and self- expression and with all this yet to die. Man is out of nature and hopelessly in it: he has an awareness of his own splendid uniqueness in that he sticks out of nature with a towering majesty, and yet he goes back into the ground a few feet in order to blindly and dumbly rot and disappear forever. It is a terrifying dilemma to be in and to have to live with. ….Tik-Tak.

Equipe | Crew
Direção, Fotografia, Produção | Direction, Cinematography, Production: Michael Fleming
Som, Trilha Sonora Original | Sound, Original Soundtrack: John Also Bennett, Noveller, Violent Onsen Geisha

Contato | Contact
vjmofo@gmail.com

DOUBLE TALK II
de Moira Lacowicz. Argentina, 2020, 4’27’’

Sinopse / Synopsis
« O astronauta foi libertado ». Double Talk II é um exercício audiovisual projetado originalmente em bicanal. Pequenas sequências de filmes caseiros, documentários de valor histórico, institucional e filmes clássicos unidos ao azar. Uma reflexão sobre a materialidade do suporte.
« The astronaut has been released ». Double Talk II is an audiovisual exercise designed originally in two projectors. Small sequences of home movies, historical, institutional footage and classic films in a hazardous conversation.

Equipe | Crew
Direção, Montagem | Direction, Film Editing: Moira Lacowicz
Som, Desenho de Som | Sound, Sound Design: Leonardo Zito, Moira Lacowicz
Trilha Sonora Original | Original Soundtrack: Deaf kids Scanner: Leche Lab

Contato | Contact
moirasllacowicz@gmail.com

O RETORNO DE OSIRIS
عودة أوزيريس / THE RETURN OF OSIRIS
de Essa Grayeb. Palestina, 2019, 14’

Sinopse | Synopsis
Em 9 de junho de 1967, o então presidente egípcio, Gamal Abdel Nasser, apareceu na televisão e no rádio para informar os cidadãos egípcios da derrota de seu país na guerra. Durante o discurso, ele também anunciou sua renúncia. Para muitos, o discurso de Nasser foi o primeiro indício de toda a extensão da perda e da desilusão com a visão pan-árabe que ele liderou. O filme tece vários trechos estilisticamente divergentes, extraídos de filmes e séries de televisão egípcios produzidos entre 1976 e 2016; os trechos em found footage foram editados para reconstruir o discurso de renúncia de Nasser de acordo com o texto original por meio de elementos apropriados da cultura popular.
On June 9, 1967, the Egyptian president at the time, Gamal Abdel Nasser, appeared on television and radio to inform the Egyptian citizens of their country’s defeat in the war. During the speech, he also announced his resignation. For many, Nasser’s speech was the first hint of the full scope of the loss and the disillusionment with the pan-Arab vision he had led. The film weaves numerous stylistically divergent excerpts together, extracted from Egyptian movies and television series produced between 1976 and 2016; the found footage excerpts were edited to reconstruct Nasser’s speech of resignation according to the original text by using elements appropriated from popular culture.

Equipe | Crew
Direção, Montagem, Desenho de Som, Produção | Direction, Film Editing, Sound Design, Production: Essa Grayeb
Animação | Animation: Haitham Haddad
Legendas em Inglês | English subtitles: Ahmad Shiber, Majd Hajjaj

Contato | Contact
essa.grayeb@gmail.com

O EXTERIOR
L’OUTREMER
de Florian Maricourt. França, 2019, 6’51’’

Sinopse | Synopsis
« O Exterior » é outro poema filmado em um celular. É diurno, litorâneo, avança nas pedras, em frente ao mar, machuca os olhos, é tudo o sol, tudo em ondas, tudo em areia.
« L’outremer » is another poem filmed on the phone. It is diurnal, coastal, it advances on the rocks, in front of the sea, it hurts the eyes, it is all the sun, all in waves, all in sand.

Equipe | Crew
Direção, Fotografia, Montagem, Desenho de Som, Produção | Direction, Cinematography, Film Editing, Sound Design, Production: Florian Maricourt
Som, Trilha Sonora Original | Sound, Original Soundtrack: Florian Maricourt, Gabriel Bristow

Contato | Contact
fmrt@protonmail.com

OI, BONITA
HELLO, BEAUTY
de Nikki Milan Houston. Estados Unidos, 2020, 6’05’’

Sinopse | Synopsis
Voltei para a cidade que achei que conhecia – Los Angeles. Meu único salvador acabou sendo um gravador de áudio. Clique. Comece. Brilho de luz vermelha. Usando pontas curtas de 16mm, saí com meu DP enquanto as ruas estavam vazias e, durante cinco dias, tentei capturar a beleza solitária. Por sua vez, eu me encontrei. Aqui está minha carta de amor para o lugar que aparentemente eu não consigo abalar.
I came back to the city I thought I knew — Los Angeles. My only savior became a tape recorder. Click. Start. Red light glow. Using short ends of 16mm, I went out with my DP while the streets were empty, and tried to capture the lonely beauty in five days time. In turn, I found myself. Here is my love letter to the place I can’t seem to shake.

Equipe | Crew
Direção, Som, Montagem, Design de Som, Produção | Direction, Sound, Film Editing, Sound Design, Production: Nikki Milan Houston
Fotografia | Cinematography: Andrea Calvetti

Contato | Contact
nikkimilanhouston@gmail.com

RECOMPENSA
BOUNTY
de Juana Robles. Suíça / Irlanda, 2020, 8’54’’

Sinopse | Synopsis
Encontrando um velho amigo em Berne, Suíça, para uma caça às luzes e alegrias das noites do final do verão há muito passadas.
Catching up with an old friend in Berne, Switzerland for a hunt on the lights and enjoyments of long past late summer nights.

Equipe | Crew
Realizado e produzido por | Directed and produced by Juana Robles.

Contato | Contact
jrobles@gmx.net