ASSISTA AQUI | WATCH HERE

O baú e a memória derramada

THE ARK AND
THE SPILLED MEMORY

47 min

de Jael Jacobo. México, 2019, 4’20’’

Wave

de Lígia Teixeira. Brasil, 2020, 11’33’’

Orilla

de Verónica Paz. Argentina, 2020, 3’03’’

de Remy Ryumugabe. Ruanda, 2019, 16’48’’

Ditët ë Luftes

de Helena Deda e Alex Faoro. Kosovo, 2019, 3’18’’

Extracts

de Sinai Sganzerla. Brasil, 2019, 8’

CURADORIA | CURATORSHIP

Cristiana Miranda
Lucas Murari
Luiz Garcia

Aqui, o que passou retorna em vislumbres. Por vezes reclamado, urgente, mas talvez muito mais pela necessidade do preenchimento de uma lacuna, ou de várias. O cinema tem a capacidade de gravar e condensar instantes únicos de imagens em movimento. É essa faculdade que torna possível mobilizar, agenciar e realinhar os vestígios da memória fílmica. Nesse programa, imagens íntimas, parcialmente conhecidas ou completamente anônimas, funcionam como pequenas peças brilhantes que, aos poucos, justapostas, compõem mosaicos. Materiais fragmentados, soltos, deteriorados, trazem novamente a suavidade e, ou a dureza de memórias que se amalgamam em suas reapresentações. Os cineastas, aproveitando filmes de família, filmes encontrados ou materiais de arquivo, acionam novos pontos de contato e refazem caminhos para assim retomar lembranças nômades que os percorrem. Ao mesmo tempo, nos abrem a possibilidade de percorrer esses territórios e, de alguma forma, estabelecer contato.

Here, what has passed returns in glimpses. At times demanded, urgent, but perhaps much more out of the necessity of filling a void, or many. Cinema has the ability to record and condense unique instances of images in movement. It is this faculty that makes it possible to mobilize, manage and rearrange the traces of filmic memory. In this program, intimate images, partially known or totally anonymous, work as small shiny pieces that little by little, juxtaposed, compose mosaics. Fragmented materials, loose, deteriorated, bring back the softness and/or the harshness of the memories that amalgamate in its re-introductions. The filmmakers, taking advantage of family movies, found footage or archive material, activate new points of contact and retrace the ways in order to get back nomad memories that run through them. At the same time it opens in us the possibility of going through these territories zand, somehow, establishing contact.

Luiz Garcia

MACUIL
de Jael Jacobo. México, 2019, 4’20’’

Sinopse | Synopsis
Macuil Mão / Cinco Humanidade-Deuses-Demônios-Mãos-Espírito A criação com as mãos na história da humanidade, desde os primeiros homens que esculpiram nas rochas até civilizações avançadas em busca da representação da espiritualidade.
Macuil Hand / Five Humanity-Gods-Demons-Hands-Spirit The creation with the hands in the history of humanity, from the first men who carved on rocks to advanced civilizations in search of the representation of spirituality.

Equipe | Crew
Direção, Fotografia, Montagem, Produção, Animação | Direction, Cinematography, Film Editing, Production, Animation: Jael Jacobo
Desenho de Som | Sound Design: Ezequiel Guido
Som, Trilha Sonora Original | Sound, Original Soundtrack: Ezequiel Guido, Rodrigo Martínez

Contato | Contact
arq.jael@gmail.com

ONDA
WAVE
de Lígia Teixeira. Brasil, 2020, 11’33’’

Sinopse | Synopsis
A onda é uma perturbação oscilante de beleza e grandeza alquímica, uma película cinematográfica que viajou até aqui.
The wave is an oscillating disturbance of beauty and alchemical greatness, a film that traveled to me.

Equipe | Crew
Direção, Som, Montagem, Trilha Sonora Original | Direction, Sound, Film Editing, Original Soundtrack: Lígia Teixeira
Produção | Production: Monteverde Filmes

Contato | Contact
ligia.teixeira@gmail.com

COSTA
ORILLA
de Verónica Paz. Argentina, 2020, 3’03’’

Sinopse | Synopsis
Como voltar ao que está perdido? Para o que não está? Parece que só podemos recuperar fragmentos e montar peças. Mas como podemos saber que o que retorna é o que desapareceu?
How to return to what is lost ? to what is not? It seems that we can only recover fragments and assemble pieces. But how can we know that what comes back is what has been disappeared?

Equipe | Crew
Direção, Montagem, Desenho de Som, Produção | Direction, Film Editing, Sound Design, Production: Verónica Paz

Contato | Contact
contactoveropaz@gmail.com

MNEMOSYNE
de Remy Ryumugabe. Ruanda, 2019, 16’48’’

Sinopse | Synopsis
Mnemosyne é um elogio feito por um homem enlutado e nostálgico para uma garota misteriosa que ele conheceu quando estava desesperado e ansioso pela vida. O encontro trouxe esperança e, desde então, eles desfrutaram brevemente da companhia um do outro até que o passado complicado da garota e a injustiça da vida assumiram e a levaram embora.
Mnemosyne is a eulogy by a grieving and nostalgic man for a mysterious girl he met when he was desperate and anxious about life. The meeting brought hope and since then, they briefly enjoyed each other’s company till the girl’s complicated past and the unfairness of life took over and grabbed her away.

Equipe | Crew
Direção, Fotografia, Montagem | Direction, Cinematography, Film Editing: Remy Ryumugabe
Som | Sound: Ndongozi Gaelle
Desenho de Som | Sound Design: Alibaba Ndizeye
Produção | Production: Bizimana Jonas, Ganza Moise, Shema Deve
Elenco | Cast: Myriam U. Birara, Amata Ganza, Re RY, Happiness Ndayishimiye

Contato | Contact
Eyetracefilmspro@gmail.com

DIAS DE GUERRA
DITËT Ë LUFTES
de Helena Deda e Alex Faoro. Kosovo, 2019, 3’18’’

Sinopse | Synopsis
Helena tinha cinco anos quando a Guerra do Kosovo começou em fevereiro de 1998. Ela e sua família foram forçadas a fugir de suas casas enquanto soldados sérvios varriam o campo, massacrando aqueles de etnia albanesa e destruindo suas terras. « Dias de Guerra » é uma meditação sobre essas experiências de guerra e deslocamento.
Helena was five years old when the Kosovo War began in February of 1998. She and her family were forced to flee their homes as Serbian soldiers swept the countryside, massacring ethnic Albanians and destroying their land. « Days of War » is a meditation on these experiences of war and displacement.

Equipe | Crew
Direção | Direction: Helena Deda, Alex Faoro

Contato | Contact
faoro11@gmail.com

EXTRATOS
EXTRACTS
de Sinai Sganzerla. Brasil, 2019, 8’

Sinopse | Synopsis
Curta com imagens entre o período de 1970 até 1972 nas cidades Rio de Janeiro, Salvador, Londres, Marrakech, Rabat e a região do deserto do Saara.As imagens foram filmadas por Helena Ignez e Rogério Sganzerla no exílio, nos anos de chumbo. O filme é também sobre a esperança. Algo afável é possível mesmo quando há indicações do contrário.
Film with images from 1970 to 1972 in the cities of Rio de Janeiro, Salvador, London, Marrakech, Rabat and the Sahara Desert region, filmed by Helena Ignez and Rogério Sganzerla in exile, in the “leaden years” of the military dictatorship. The film is also about hope. Something affable is possible even when there are indications of the contrary.

Equipe | Crew
Direção, Som | Direction, Sound: Sinai Sganzerla
Fotografia | Cinematography: Rogério Sganzerla
Montagem | Film Editing: Claudio Tamella, Sinai Sganzerla
Desenho de Som | Sound Design: Audiorama Filmes
Produção | Production: Mercúrio Produções
Narração | Narration: Helena Ignez Direção de
Produção | Film Production: Ludmila Patrício

Contato | Contact
smercurioproducoes@gmail.com sinai.sganzerla@gmail.com

O EXTERIOR
L’OUTREMER
de Florian Maricourt. França, 2019, 6’51’’

Sinopse | Synopsis
« O Exterior » é outro poema filmado em um celular. É diurno, litorâneo, avança nas pedras, em frente ao mar, machuca os olhos, é tudo o sol, tudo em ondas, tudo em areia.
« L’outremer » is another poem filmed on the phone. It is diurnal, coastal, it advances on the rocks, in front of the sea, it hurts the eyes, it is all the sun, all in waves, all in sand.

Equipe | Crew
Direção, Fotografia, Montagem, Desenho de Som, Produção | Direction, Cinematography, Film Editing, Sound Design, Production: Florian Maricourt
Som, Trilha Sonora Original | Sound, Original Soundtrack: Florian Maricourt, Gabriel Bristow

Contato | Contact
fmrt@protonmail.com

OI, BONITA
HELLO, BEAUTY
de Nikki Milan Houston. Estados Unidos, 2020, 6’05’’

Sinopse | Synopsis
Voltei para a cidade que achei que conhecia – Los Angeles. Meu único salvador acabou sendo um gravador de áudio. Clique. Comece. Brilho de luz vermelha. Usando pontas curtas de 16mm, saí com meu DP enquanto as ruas estavam vazias e, durante cinco dias, tentei capturar a beleza solitária. Por sua vez, eu me encontrei. Aqui está minha carta de amor para o lugar que aparentemente eu não consigo abalar.
I came back to the city I thought I knew — Los Angeles. My only savior became a tape recorder. Click. Start. Red light glow. Using short ends of 16mm, I went out with my DP while the streets were empty, and tried to capture the lonely beauty in five days time. In turn, I found myself. Here is my love letter to the place I can’t seem to shake.

Equipe | Crew
Direção, Som, Montagem, Design de Som, Produção | Direction, Sound, Film Editing, Sound Design, Production: Nikki Milan Houston
Fotografia | Cinematography: Andrea Calvetti

Contato | Contact
nikkimilanhouston@gmail.com

RECOMPENSA
BOUNTY
de Juana Robles. Suíça / Irlanda, 2020, 8’54’’

Sinopse | Synopsis
Encontrando um velho amigo em Berne, Suíça, para uma caça às luzes e alegrias das noites do final do verão há muito passadas.
Catching up with an old friend in Berne, Switzerland for a hunt on the lights and enjoyments of long past late summer nights.

Equipe | Crew
Realizado e produzido por | Directed and produced by Juana Robles.

Contato | Contact
jrobles@gmx.net