Programação

A já tradicional convocatória de inscrições internacionais, recebeu para essa edição 698 inscrições. Sob a curadoria de Cristiana Miranda, Lucas Murari, Luiz Garcia e Rita Piffer, foram elaborados cinco programas com produções contemporâneas, os quais contam com uma bela representatividade de filmes nacionais, divididos em cinco eixos temáticos que buscam destacar as poéticas que apresentam: Mídias e Materialidades FílmicasEtnografias do PresenteEstéticas do não-humanoVanguardas Políticas, Vanguardas ArtísticasCorpo e Performance.

O DOBRA traz também uma retrospectiva comemorativa dos 40 anos de criação da Cooperativa dos Realizadores Cinematográficos Autônomos (CORCINA). Com curadoria de Lucas Parente e Roberto Moura, a retrospectiva apresenta filmes praticamente desconhecidos do público brasileiro, realizados por cineastas cariocas independentes entre os anos de 1978 e 1983, dentro das possibilidades abertas pela Lei do Curta.

Por fim, em parceria com o Espacio de Cine Experimental HAMBRE e curadoria de Sebastian Wiedemann, temos o programa Noctilucascreen Project: os movimentos da terra, composto por filmes latino americanos que insistem na iminência de novas matrizes perceptivas que nos religuem com o mundo e com o cosmos, afirmando uma política de imagens que descentraliza o humano. Ocorre ainda o lançamento do livro “La radicalidad de la imagen: Des-bordando latitudes latino-americanas sobre algunos modos del cine experimental’ (2016).

 

Filmes da CONVOCATÓRIA

 

 

 

 

 

Retrospectiva CORCINA
Programa NOCTILUCASCREEN PROJECT